Frase do Dia

sexta-feira, abril 30, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »
"O rio atinge os objectivos porque aprendeu a contornar os obstáculos."
(André Luiz)

Diante da Paz

sexta-feira, abril 30, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »
    Entendendo-se a paciência, à maneira de ciência da Paz, não procures a Paz, à distância, de vez que ela reside em ti mesmo.
        A Paz, no entanto, baseia-se na lei da troca que mantém o equilíbrio do Universo, através do binômio “dar e receber”.
        Semeia a Paz, a fim de que a recolhas.
        Quando te não seja possível providenciar a segurança do ambiente fustigado de inquietação, mentaliza a Paz por intermédio da palavra e do pensamento.
        Ante os enfermos, cala os assuntos suscetíveis de criar agitação e oferece-lhes a tranqüilidade, relacionando temas capazes de garanti-la.entretanto, se o verbo não te for facultado, envia idéia de reconforto e encorajamento aos doentes, diligenciando proteger-lhes as forças mentais, ameaçadas de desgoverno.
       Surpreendendo a discórdia, permanece com a verdade e aclara o caminho, mas emite pensamentos de paz, no rumo dos irmãos em contenda; e, se podes falar, pronuncia a frase edificante que consiga ajudar a extinguir os focos de perturbação ou desequilíbrio.
      Renteando com alguma criatura menos feliz, por maiores sejam os motivos que a tornem pouco simpática, rememora os vínculos de fraternidade que nos unem fundamentalmente uns aos outros e procura ampará-la mentalmente, abençoando-lhes a presença com silenciosas mensagens de amor e renovação.
       Se recebes notícias acerca das aflições e provas de alguém, endereça a esse alguém pensamentos de compreensão e consolo que lhe favoreçam o reajuste.
      Conversando, acalma os que te ouvem.
      Escrevendo, articula imagens de otimismo e confiança, serenidade e alegria.
      Lembrando amigos ou inimigos, envia-lhes votos de êxito nas tarefas e compromissos que abracem.
      Seja a quem seja, auxilia como e quanto puderes, afim de que todos os que se comunicam contigo permaneçam em Paz e Alegria.
      Cada consciência, na Excelsa Criação de Deus, é núcleo de vida independente na Vida Imperecível.
      Reflete na importância de tua própria imortalidade e recorda, onde estejas, que a paz de teu ambiente começa invariavelmente de ti.
Xavier, Francisco Cândido. Do Livro: “Rumo Certo”. Ditado pelo Espírito Emmanuel.

Brandura e Serenidade

sexta-feira, abril 30, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »
"Brandura é a faculdade de recolher dificuldades, extraindo-lhes o ensinamento, e aceitar as pedras que se lhe atiram, para transformá-las em material valioso de construção íntima.
As criaturas serenas agem com reflexão e tolerância, sofrem sem reclamar e suportam pancadas por amor à paz dos outros. E, sobretudo, sabem aguardar o tempo o tempo claro para examinar os enigmas que se lhe apresentam nos dias de sombra, sem a mínima intenção."
Xavier, Francisco Cândido. Do Livro: “Sol na Alma”. Ditado pelo Espírito André Luiz.

Frase do Dia

terça-feira, abril 27, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »
"Torna-se indispensável manter o vigor do corpo, para conservar o do espírito."
( Luc de Clapiers, Marquês de Vauvenargues )

Teu corpo

terça-feira, abril 27, 2010 Posted In , Edit This 0 Comments »
Não menosprezes teu corpo, a pretexto de ascensão à virtude.
Recorda que a semente responsável pelo pão que te supre a mesa, em muitas ocasiões, se valeu do adubo repelente a fim de poder servir-te e que a água a derramar-se do vaso para acalmar-te a sede, quase sempre, foi filtrada no charco, para que a secura não te arruinasse a existência.
O corpo físico é o santuário em que te exprimes no mundo.
Não olvides semelhante verdade para que não respondas com o desleixo à Previdência Divina que, com ele, te investiu na posse de valiosos recursos para o teu aperfeiçoamento de espírito na vida imperecível.
Realmente, as almas vacilantes na fé e ainda aprisionadas às teias da ignorância arrojam-no aos desvãos da aventura e da inutilidade, mas os caracteres valorosos e acordados para o bem, dele fazem o precioso veículo para o acesso às alturas.
Com o corpo terrestre, Maria de Nazaré honorificou a missão da Mulher, recebendo Jesus nos braços maternais e Paulo de Tarso exalçou o Cristianismo nascente, atingindo o heroísmo e a sublimação... Com ele Francisco de Assis imortalizou a bondade humana; Iordano Bruno lobrigou a multiplicidade dos mundos habitados; Galileu observou o movimento da Terra em plena vida cósmica; Vicente de Paulo teceu o poema inesquecível da caridade e Beethoven trouxe ao ouvido humano as melodias celestiais...
Lembra-te de que teu corpo é harpa divina.
E ao invés de lhe condenares as cordas ao abandono e à destruição, tange nelas, com o próprio esforço, o hino do trabalho e da fraternidade, da compreensão e da luz, que te fará nota viva e harmoniosa na sintonia de amor universal com que a Beleza Eterna exalta incessantemente a Sabedoria Infinita de Deus.
Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Viajor. Ditado pelo Espírito Emmanuel.

Comunidade do Scrap Espírita

sábado, abril 24, 2010 Edit This 0 Comments »
O link da comunidade do Scrap Espírita no Orkut está disponível na barra lateral esquerda deste site.
Para que o link direcione é necessário que vc já esteja logado no Orkut.

Frase do Dia

sexta-feira, abril 23, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »
"Os homens semeiam na terra o que colherão na vida espiritual: os frutos da sua coragem ou da sua fraqueza."
Allan Kardec

Desfazendo sombras

sexta-feira, abril 23, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »
    Estendamos a sementeira de luz, através da dedicação ao trabalho com o Cristo, a fim de que a ignorância seja dissipada nos caminhos humanos.
Todo egoísmo não é senão inferioridade e primitivismo da alma que nos cabe suprimir com os recursos da educação.
     Por toda parte, encontramos egoísmo na inteligência que se retrai nas furnas do comodismo, receando a luta sacrificial pela vitória do bem; egoísmo na fortuna amoedada a concentrar-se nas mãos dos argentários que fogem à evolução; egoísmo nos que dirigem, apaixonados pela volúpia do poder; egoísmo nos que obedecem, recolhidos ao espinheiral da revolta, de onde prejudicam a ordem e a organização; egoísmo nos mais experientes que se entrincheiram na intolerância e egoísmo nos mais jovens que tudo requisitam do mundo para a entronização do prazer.
     Entretanto semelhante desequilíbrio não nasce senão da ignorância que arroja sobre a consciência dos homens a noite da cegueira.
     Aprendamos a conhecer-nos na condição de usufrutuários das possibilidades da vida onde quer que nos achemos; saibamos receber o tempo e a existência por empréstimo do Pai Celestial, de que prestaremos contas; ofereçamo-nos ao conhecimento superior; impregnemos o coração no entendimento fraterno, como quem sabe que somos uma só família no círculo da Humanidade; e, buscando no próximo, um irmão de nosso próprio destino, segundo os padrões de Jesus, nele identificaremos a nossa melhor oportunidade de serviço, já que simbolicamente o próximo pode ser o degrau de nossa ascensão espiritual.
     Nessa altura de nossas experiências, a luz da compreensão se nos entranhará no espírito, e, então, extinto o nevoeiro da ignorância em torno de nossos próprios passos, o egoísmo cederá lugar ao amor, o amor com que nos movimentaremos na construção de um mundo mais elevado e mais feliz.
Xavier, Francisco Cândido. Da obra “Abrigo” pelo Espírito Emmanuel

Orientações Precipitadas

sexta-feira, abril 23, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »
“Como é que eu vou dar opinião, se não faço parte da equipe de vocês?!
“Para opinar, precisaria participar do grupo.
 Resolvam entre vocês mesmos. Troquem idéias e chegarão a uma conclusão.”


 Estas palavras foram ditas pelo Chico, numa tarde ao ar livre, na vila dos passistas que o procuraram, pedindo-lhe orientação para o trabalho de passes que realizam num hospital de atendimento a cancerosos.
Registramos esse ensinamento, por que julgamos ser útil a muitos grupos espíritas que ficam na dependência de orientações de guias espirituais ou de pessoas estranhas ao trabalho que realizam, esquecendo-se que, com o diálogo entre os elementos da equipe, solucionariam os problemas encontrados.
 Ele é válido também para qualquer um que queira precipitadamente orientar atividades alheias, sem bases no espírito de fraternidade legítima.
Dentro do assunto, recolhemos a seguinte orientação de Emmanuel, intitulada: “Agindo, saberás”(*)
Se trabalhas com fé em Deus na Seara do Bem, não precisas articular muitas perguntas acerca daquilo que te compete fazer”.
(*) Emmanuel/”Livro de Respostas – Editora Cultural Espírita União – SP

Não se culpe, Corrija-se!

sexta-feira, abril 16, 2010 Posted In , Edit This 0 Comments »
   Não deixe que a consciência fique emperrada no circuito fechado do remorso, a rodar repetidamente o filme dos seus erros, valorizando a culpa.
     É preciso liberar a mente da zona de sombras para as claridades da razão, a fim de detectar onde e como se deu a queda e, em função disso, movimentar os recursos da corrigenda. Culpar-se apenas não resolve nada. É indispensável sair do ponto em que caímos.
     E a primeira atitude é levantar-se, bater a poeira, dar a volta por cima e prosseguir a caminhada, mas agora como os cuidados que negligenciamos antes.  O erro, às vezes, não é mais que o tropicão que nos empurra para além do buraco fatal, evitando o pior.
     Não é que devamos nos atirar propositadamente ao erro, nem transformá-lo em hábito pernicioso, sob a desculpa de que errar é humano, ou que é preciso errar para acertar. Não, o que é importante é conscientizar-se do erro, de que ele é um mal que retarda o nosso progresso e adia a felicidade. E como tal, é imperioso corrigi-lo, compreendendo que somente nos educando para a vida, superaremos nosso lado animal.
     Não devemos achar, porém que porque erramos, o mundo inteiro desabou sobre nossa cabeça e, por isso, vamos ficar repisando a culpa, na posição do doente que, não acreditando na cura, atira-se nos braços da morte por antecipação, pensando: “Já que vou morrer, nada mais devo fazer para salvar-me”.
     Somos humanos, almas em aprendizado e não espíritos acabados e infalíveis! Por isso, se você caiu, se errou, se cometeu algum equívoco, utilize a experiência por lição oportuna para não reincidir, não errar mais. Há males que tem função educativa, e a dor é matéria indispensável no seu currículo. A perfeição passa indubitavelmente pelo erro e só se chega à perfeição agradecendo as quedas.
     Não se culpe demasiadamente para não fechar as portas aos recursos da corrigenda.          Defeitos existem para ser enfrentados e consertados. Confinar-se ao círculo da auto-acusação e condenar-se irremissivelmente sem cogitar de um álibi qualquer para redimir-se do erro, é suicídio. A solução para o culpado é corrigir-se. Atire a primeira pedra aquele que não tiver errado! Este pensamento de Jesus, no episódio da Mulher Adúltera[1], para mostrar aos fariseus acusadores que ninguém está imune ao erro, a um equívoco qualquer neste mundo de almas a caminho da eterna corrigenda.

Pereira, Wanderley. Ditado por um Amigo Espiritual

Frase do Dia

sexta-feira, abril 16, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »
"Quem culpa os outros perde tempo para identificar e corrigir os seus próprios erros."
Israel Ziller

Pinga-Fogo com Chico Xavier

quinta-feira, abril 15, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »
       Reencarnação, mediunidade, família, educação, umbanda, homossexualismo, divórcio e muitos outros importantes assuntos são abordados por Chico Xavier, com a assistência do Espírito Emmanuel, nos dois históricos programas Pinga-Fogo da TV Tupi.
      O livro apresenta as entrevistas na íntegra e conteúdo inédito com grande repertório de imagens e notas explicativas e ilustrativas. Contém índice remissivo com mais de 800 entradas que facilitam a consulta e refletem a riqueza do conteúdo.
      O espiritismo não foi o mesmo depois daqueles memoráveis programas. Agora o leitor pode compreender porque a trajetória do espiritismo no Brasil apresenta-se como antes e depois do Pinga-fogo com Chico Xavier.

Frase do Dia

quinta-feira, abril 15, 2010 Posted In Edit This 0 Comments »

Auto-julgamento

quinta-feira, abril 15, 2010 Posted In , Edit This 0 Comments »
   Se te decidires a praticar compreensão, adiantar-te ás, consideravelmente, no caminho do amor, em direção à paz que se te fará suporte à felicidade.
      Para isso, é imperioso te situes no lugar dos outros; de modo a que não percas tempo, com qualquer julgamento leviano, capaz de arrojar-te em complicações e enganos, por vezes, de lastimável e longa duração.
     Se te observares na condição do agressor, imagina quão valioso se te faria o perdão daqueles a quem houvesse ferido, após reconheceres que te desmandaste num momento de desequilíbrio e loucura.
     Fosses a pessoa encarcerada em penúria e doença e saberias agradecer os gestos espontâneos de quem te doasse alguns minutos de reconforto ou leves migalhas de auxílio.
      Caso te visses no lugar da pessoa caída em tentação, reflete se poderias haver resistido, com mais eficiência, ao assédio das sugestões infelizes.
     Estivesses na posição daqueles que controlam a fortuna ou o poder, a influência ou a autoridades e examina, por ti mesmo, qual seria o teu comportamento.
      Colocando-te na situação dos companheiros em lágrimas que viram partir entes amados, sob a neblina da morte, mentaliza a extensão do sofrimento que te dilapidaria o coração ao perder a companhia daqueles que mais amas.
     De quando a quando, sujeita-te, no silêncio, aos testes dessa natureza, dialogando intimamente de ti para contigo e descobrirás em ti as fontes de renovação espiritual a te nutrirem os sentimentos com novos princípios de tolerância e humanidade.
     Realmente, advertiu-nos Jesus:
     - “Não julgues para não serdes julgados.”
     O Divino Mestre, entretanto, não nos proclamou impedidos de julgar a nós próprios, de modo a revisarmos nossos ideais e atitudes, colocando-nos finalmente a caminho da própria sublimação.
Xavier, Francisco Cândido. Do Livro: “Algo Mais”. Ditado pelo Espírito Emmanuel.

Amor e Paixão

quinta-feira, abril 15, 2010 Posted In , , Edit This 0 Comments »
Há algum tempo, em seguida ao triste acontecimento do Edifício Joelma, na cidade de São Paulo, estávamos às despedidas com o querido Chico, após longas horas de seu abençoado trabalho no Espiritismo Cristão.
Do lado de fora, nas calçadas da Comunidade Espírita-Cristã, uma jovem, mal saída da adolescência, segura-lhe a mão e pergunta-lhe emocionada:
        - Chico! O que é o amor? E o que é paixão?...
Com um sorriso amigo, surpreso pela pergunta da menina moça, o médium respondeu:
        - Minha filha! O amor?!...O amor é o lume do fogão que aquece a água para lavar a fralda do nenê, para esquentar o leite da mamadeira, cozer o alimento, fazer a sopinha... A paixão... Ela é o fogo destruidor; a paixão é o “Joelma”.
Virmos brilhar os olhos daquela bela criaturinha, agradecida pela sábia resposta. 
Ela depreendeu-se de seus braços, beijou-lhe a mão e retirou-se feliz...
Xavier, Francisco Cândido. Da Obra: “Além da Alma” Ditada pelo Espírito Emmanuel

quinta-feira, abril 15, 2010 Edit This 0 Comments »
Há algum tempo, em seguida ao triste acontecimento do Edifício Joelma, na cidade de São Paulo, estávamos às despedidas com o querido Chico, após longas horas de seu abençoado trabalho no Espiritismo Cristão.
Do lado de fora, nas calçadas da Comunidade Espírita-Cristã, uma jovem, mal saída da adolescência, segura-lhe a mão e pergunta-lhe emocionada:


- Chico! O que é o amor? E o que é paixão?...
Com um sorriso amigo, surpreso pela pergunta da menina moça, o médium respondeu:
- Minha filha! O amor?!...O amor é o lume do fogão que aquece a água para lavar a fralda do nenê, para esquentar o leite da mamadeira, cozer o alimento, fazer a sopinha... A paixão... Ela é o fogo destruidor; a paixão é o “Joelma”.
Virmos brilhar os olhos daquela bela criaturinha, agradecida pela sábia resposta.
Ela depreendeu-se de seus braços, beijou-lhe a mão e retirou-se feliz...


Xavier, Francisco Cândido. Da Obra: “Além da Alma” Ditada pelo Espírito Emmanuel